09 novembro 2006
MINHA VIDA EM UATI. ( V )

A BIOGRAFIA DE LORD SARUBIANO.
.
.

Numa noite, estávamos trabalhando sem parar a mais de dez horas e tivemos permissão de PAULUS GEORGENS para nos alimentarmos por quinze minutos. Largamos as máquinas e descemos as escadas do castelo até o refeitório. Tudo estava escuro e escutávamos um barulho estridente, forte e apavorante; que ia aumentando conforme descíamos mais.

Num dado momento, a porta a nossa frente abriu-se de repente e algumas pessoas saíram correndo e gritando...

A barulheira que escutávamos vinha daquele andar... Pela porta aberta podíamos ver claramente os "DECEPADORES" saindo do setor com suas espadas sujas e seu olhar vazio; atrás vinham os outros sacerdotes arrastando os corpos inertes daqueles pobres trabalhadores.

Aqueles dias em UATI foram tenebrosos. Por todo o castelo, havia o som de choro, lamentações e um pânico contido a muito custo.

Quando voltamos, PAULUS GEORGENS já havia ido embora e um novo encarregado estava em seu lugar:

.

"ALMENRICIES"

.

ALMENRICIES era uma mulher de estatura mediana, competente, um pouco menos cruel que PAULUS, mas também era uma fiel seguidora de EGYDIUM I.

Mais tarde descobrimos que ela era da casta dos "BABAOVÓRIUNS" e integrava o serviço secreto de UATI. Tendo sido colocada no aquário para interar a Família Real de nossas reações após o expurgo.

Naquela época, EGYDIUM I, já apresentava as primeiras preocupações a respeito do recrutamento crescente de trabalhadores e habitantes de UATI pela resistência. E ALMENRICIES estava encarregada de detectar sinais de insatisfação e de possíveis recrutados. Encaminhando seus nomes para os sacerdotes a fim de serem expurgados. Sempre trabalhávamos além das horas contratadas e, como a Família Real estava sendo pressionada por "ÓRGÃOS TRABALHISTAS INTERNACIONAIS" e sabia que acabaria tendo muitos problemas com isso. Portanto, para amenizar as pressões, ALMENRICES foi encarregada de elaborar uma maneira de burlar a vigilância internacional. O estratagema foi engenhoso:

.

Ela desenvolveu o "CARTÃO DE PONTO DUO FACTUS".

.

Mais tarde, esta idéia seria estendida para todas as cidades de UATI.

Funcionava assim:

Na hora em que éramos dispensados do trabalho; muitas e muitas horas além do encerramento do nosso expediente contratado. Íamos marcar o cartão de ponto. Mas ao inserirmos o "CARTÃO DUO FACTUS" no marcador, um distúrbio temporal era criado através de um portal mágico conjurado por ALMENRICES e o marcador (magicamente) marcava como se tivéssemos saído apenas uma hora após o contratado.

Assim, EGYDIUM I limpava a barra de UATI com os órgãos internacionais; pagando ficticiamente por nosso trabalho extraordinário e, ao mesmo tempo, economizava vários milhares para o TESOURO REAL.

ALMENRICES foi condecorada e chamada à presença do próprio EGYDIUM I para explicar o funcionamento do portal e ensinar aos Sacerdotes Circulares como conjurá-lo. O que ela fez com enorme prazer. Pois almejava seu reconhecimento e a ascensão às altas castas.

Pobre criatura imbecil. EGYDIUM I, jamais cometeria o erro primário de deixar uma testemunha viva de seu ardil caminhando livremente pelas ruas de UATI.

Ela voltou ao aquário toda contente e feliz, mostrando orgulhosamente sua condecoração para todos. Trabalhou normalmente naquele dia e assistiu sorrindo os expurgos que continuavam ocorrendo nas cercanias do aquário.

Ao final de seu expediente, foi para casa carregando uma cara garrafa de vinho: Ia comemorar...

.

"UNS DIAS DEPOIS, ACHARAM SEU CORPO INERTE EM UM BECO NO CENTRO DE UATI.."

.

(continua)...


Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 4:44 PM ¤ Permalink ¤


2 Comments:


  • At 11/09/2006 07:07:00 PM, Anonymous Thaís

    Cara, na boa...
    Muito maneiro o texto!!
    Cheguei ao topo da concentração!!
    O.o
    Parabéns!!
    =)
    - Paz e Amor!!

     
  • At 11/09/2006 09:25:00 PM, Anonymous Anônimo

    Demais, demais !!

    Toda nossa cruel e severa realidade retratada de forma iteligente, sarcastica e bem humorada mesmo que diante de situações que façam parte se nosso dia-a-dia que se arrasta de forma indigna na necessidade do "pao nosso de cada dia";

    Parabéns pelas cronicas.

    Abçs;

    Carioca.