23 novembro 2006
MINHA VIDA EM UATI. ( X )

A BIOGRAFIA DE LORD SARUBIANO.
.
.

CÉSARE OASNUS, era um elemento ambicioso. Almejava a posição ocupada por CELSIUM AZULISSA. Por isso, sempre que podia, procurava minar a liderança de CELSIUM. Por várias vezes, criticou abertamente as ordens e as técnicas utilizadas pelo chefe imediato. Achava que CELSIUM, mesmo com seu furor violento, era muito brando no controle mental dos trabalhadores.
CÉSARE era adepto das artes místicas e acreditava, piamente, que o COMETA HALLEY, visitava a terra de 56 em 56 anos (e não de 76 em 76 anos como afirma a ciência). Que todo o material científico a respeito disso, era parte de uma técnica global para dominação dos mais ignorantes pelos mais instruídos. E, com isso, buscava adquirir poderes mágicos ilimitados, executando o ritual místico do "ASNO VASCILANTE". Onde, montado em um asno negro (raríssimo) recitava encantamentos ritualísticos ancestrais de UATI originados das antigas tribos "PRE-OLAVIANAS". Banidos pela nova religião oficial e dirigidos ao COMETA HALLEY.
Sua mente tacanha imaginava conspirações e tinha sonhos megalomaníacos. Achava-se um erutido incompreendido. Adorava interromper o trabalho de todos para proferir longas reuniões sobre absolutamente nada. Vomitava abobrinhas inacreditáveis e achava-se culto.
Sua principal obsessão era fazer com que nós recitássemos completamente (e sem falhas) várias vezes o livro máximo; a bíblia dos habitantes do BANKSFONIUM...
.

"LIVRO SAGRADO DO OPERADOR."

.
Um aglomerado de textos e mantras que deveriam ser recitados todo o tempo, enquanto trabalhávamos. Visando purificar o novo posto.
Na CANCELA havia o SINFRÃO. No BANKSFONIUM, existia algo muito pior. Como o local era uma zona fronteiriça e ainda inexplorada de UATI. EGYDIUM I elaborou um equipamento maquiavélico. Que, além de dominar completamente à vontade de quem o usasse; mantinha seu usuário preso, fisicamente, a um terminal de computador (o que o SINFRÃO não fazia). Com isso, cada pensamento, cada palavra dita ou movimento feito e até as respostas fisiológicas de seu corpo eram monitorados e tinham o tempo decorrido analisado. Como o tempo, este aparelho provocava perda de audição e vários efeitos negativos (principalmente mentais) em seus usuários.
Este terrível instrumento do julgo da Família Real tinha um nome macabro...
.

"O HELL SET".

.
Através deste equipamento, CÉSARE OASNUS, monitorava cada palavra dita. E, se você invertesse ou omitisse uma vírgula sequer... Ele, encolerizado, vinha até o seu posto e o obrigava a recitar corretamente. Enviando uma avaliação negativa para CELSIUM; solicitando a execução ou punição daquela pessoa.
Muitos pereceram em suas mãos malditas. Mas, sua vítima predileta era... Eu.
Numa das muitas de nossas "batalhas mentais". CÉSARE insistia que ao dizer "SENHOR, POR GENTILEZA DIGA-ME..." E não, como estava no escrito no LIVRO SAGRADO; "POR GENTILEZA, SENHOR, DIGA-ME..." Eu, alterava completamente o sentido da frase, tornando-a ininteligível para "o interlocutor". E transformava um "verbo transitivo direto" em "indireto". Uma ofensa grave aos desígnios de OLAVUS MAXIMUS, que havia pensado, escrito e entregue o LIVRO SAGRADO a seu herdeiro EGYDIUM I; numa visão mística.
Mesmo contestando CÉSARE, e provando que, o que ele dizia, era uma besteira fenomenal; as avaliações negativas choviam. Inclusive, solicitou minha execução certa vez; acusando-me de "ofendê-lo, insinuando que ele era mentalmente incapaz". O que devo confessar aqui hoje fazia constantemente.
CÉSARE OASNUS, prosseguiu em seus anseios de poder por alguns anos. Quando CELSIUM AZULISSA, finalmente, convenceu-se de que ele queria o seu lugar no trono do BANKSFONIUM; enviou CÉSARE para uma missão na fronteira e avisou (secretamente) a resistência.
Desde os tempos da CANCELA, ele estava jurado e, CÉSARE, foi apunhalado pelas costas durante seu retorno ao BANKSFONIUM.
.

PERDEMOS NOSSO GRANDE BOBO DA CORTE...

.

(CONTINUA)...

Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 12:58 AM ¤ Permalink ¤ 2 comments
CAMISAS DO BLOG. ( II )
Como a procura foi grande e só tenho três camisas (a grana anda curta). Achei melhor realizar um sorteio. Será dia 5/12 e anunciarei os ganhadores aqui.
Um abraço a todos.

E continuem mandando e-mail se quiserem entrar no sorteio. (até 4/12).
 
posted by Lord Sarubiano at 12:54 AM ¤ Permalink ¤ 0 comments
20 novembro 2006
CAMISAS DO BLOG.

PRESENTE PARA VOCÊ.
.
Para comemorar os mais de 1000 acessos, em tão pouco tempo; a Resistência de UATI quer dar à você um presente.

.
UMA CAMISA DO NOSSO BLOG.
.
Para ganhar, basta enviar um e-mail (clique no link "fale com o lord") e mande seu tamanho e endereço. que te envio a camisa. (TEMOS 3).
OBS: Detalhes da imagem você pode observar no final do vídeo promocional do blog. (clique aqui para vê-lo)
 
posted by Lord Sarubiano at 3:35 PM ¤ Permalink ¤ 1 comments
19 novembro 2006
MINHA VIDA EM UATI. ( IX )
A BIOGRAFIA DE LORD SARUBIANO.
.
.
Quando cheguei no novo território, O UATI BANKSFONIUM. Havia um rebuliço entre os habitantes arregimentados para povoarem o novo posto de fronteira.
Todos estavam eufóricos, pois no decreto de convocação; constava que todos serviriam naquele posto por dois anos (era o tempo máximo previsto, devido à alta contaminação residual) e, depois seriam dispersos por várias cidades de UATI com uma elevação em suas castas.
Disfarçado, mantive minha discrição e misturei-me a multidão de almas que se aglomeravam para esperar o discurso de abertura de nosso novo líder.

.

"CELSIUM AZULISSA..."

.
Assim como Paulus Georgens; CELSIUM era um homem cheio de sorrisos e fala mansa. Um vasto bigode encimava uma boca que não vacilava em devorar os espíritos dos pobres inadvertidos que ousassem contradizer suas ordens draconianas.
Conhecido por sua ferocidade e mãos ágeis com os mais variados instrumentos mortais. CELSIUM transmitia puro terror por onde passava.
Por várias vezes, vi-o limpar sua horrível foice do sangue de um trabalhador recentemente abatido, e com uma fúria insana brilhando nos olhos proferir sua mais famosa frase:
.

"- AQUI, NÃO HÁ PASSADO..."

.
Como em todos os lugares de UATI, o BANKSFONIUM, não era diferente; o menor deslize, uma única palavra mal pronunciada, um mínimo erro qualquer; era punido com a morte. Nua e crua. Imediata e sem apelação. Como a frase dizia...
Nada era observado. O passado daquele ser humano, seus serviços prestados, seu desempenho (por maior que fosse), nenhum atenuante era levado em conta.
Vi muitos, caírem, antes mesmo de saberem o que acontecia.
Em todo meu tempo lá, não vi grandes expurgos; mas as degolas eram freqüentes e não havia perdão, ponderação ou julgamento.
Os gritos e o choro dos que seriam abatidos cortavam as galerias gélidas e os salões sem personalidade do lugar.
Logo percebi, que sobreviver ali seria uma dificuldade.
Também haviam elementos designados por CELSIUM para patrulhar as galerias e ver se todos estavam fazendo o ordenado. Eram membros aspirantes a casta dos CHEFETEUTES.
Para que sua ascensão se completasse; eles tinham que seguir as orientações de CELSIUM sem pestanejar. desenvolvendo suas técnicas de lavagem cerebral e tortura mental. Esses terríveis homens e mulheres eram conhecidos pela alcunha de "OS SUPERVISORES".
Mentalmente instáveis, alguns desses SUPERVISORES, atingiram um grau de requinte tão elevado na arte da lavagem cerebral; que CELSIUM com medo de que eles o suplantassem, providenciou seus assassinatos de forma silenciosa e sem deixar rastros.
Desses SUPERVISORES, o mais evoluído nas artes era o de nome CÉSARE OASNUS.
CÉSARE, como eu, veio infiltrado no grupo de imigrantes; foragido da CANCELA. Lá sua decapitação já havia sido decretada por apresentar um grau elevado de incompetência.
Mas, através de suas ligações com os "SS", CÉSARE, conseguiu comutar sua pena em trabalhos no BANKSFONIUM.
Sua chefia achava, na realidade, que ele morreria em meio às altas taxas de contaminação do lugar ou seria assassinado por um de seus novos comandados.
Realmente, CÉSARE sofreria vários atentados. Um deles durante a própria migração. Alguns desafetos, sabedores da comutação de sua pena, atacaram a caravana onde ele estava e só não o mataram a pauladas porque ele conseguiu entrar num transporte que passava; deixando seus algozes para trás.
Sua especialidade era a LAVAGEM CEREBRAL. Em suas preleções, ele exigia que suas vítimas repetissem a exaustão determinadas frases e seqüências de palavras sem variação. Isso em conjunto com a privação de sentidos e sua voz tecnicamente ajustada para hipnotizar, causavam a quebra das defesas mentais das pobres criaturas entregues ao seu julgo. E, conseqüentemente, as deixava prontas para toda a sorte de abusos.
Apesar de sua mentalidade tacanha e baixo nível cultural, CÉSARE achava-se uma sumidade intelectual. Fazendo discursos e palestras freqüentes; com pose de erudito e exigindo horas e horas de atenção.
Mas, infelizmente para quem era obrigado a assisti-lo, essas palestras e discursos eram recheados de imbecilidades, assassinatos à nossa amada língua natal, a estapafúrdios lapsos de ignorância difusa e neologismos variados.
.

TRAVEI COM ELE UMA LUTA PELA SUPREMACIA MENTAL E PELA MINHA SANIDADE...

.

(CONTINUA)

Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 12:32 AM ¤ Permalink ¤ 1 comments
16 novembro 2006
MINHA VIDA EM UATI. ( VIII )


A BIOGRAFIA DE LORD SARUBIANO.
.
.

Depois dos "remedinhos" ministrados pelo "Anjo da Cancela", as dores só aumentavam. Trabalhar virara um tormento. Ninguém entendia muito bem o "Por Que?" do SINFRÃO ter-se desprendido de mim e secado.
PAULUS GEORGENS e todos os DIRETORIUNS (além é claro da Família Real) sabiam que, os atingidos pela "PRAGA" ficavam imunes ao aparelho.
Preocupado com as dores que só aumentavam, resolvi procurar um curandeiro fora da CANCELA e da minha província. Viajei alguns dias e encontrei um homem versado na medicina que não fazia parte do "esquema" de EGYDIUM I.
O diagnóstico foi fulminante... Perguntei ao curandeiro, qual seria o prognóstico. Ele, taciturno, respondeu-me que se não parasse de trabalhar ficaria aleijado.
Em UATI; uma pequena queda de produção era punida severamente. Imagine se eu não pudesse mais executar o trabalho a contento...
Procurei ajuda junto aos órgãos de amparo de UATI. Mas, apenas me enganaram e iludiram. Procurei tratamentos milagrosos e fiz uma peregrinação pelo "CAMINHO DE SÃO OLAVUS"; tentando a ajuda divina. Tentei de tudo... sem sucesso.
Cada vez mais assustado e já entrando em desespero, percebi que minha única chance de sobrevivência seria fugir do Castelo e migrar para outra província, onde não me conhecessem.
Mas, os mercenários e os asseclas de EGYDIUM I estavam mais atentos do que nunca. Com o avanço da "PRAGA"; os doentes eram perseguidos e executados como cães.
Numa tarde de janeiro de 1994, surgiu a chance de fuga...
Uma nova cidade estava sendo fundada (no lugar onde há alguns anos antes EGYDIUM I efetuara um expurgo gigantesco). O lugar tinha sido condenado por ainda estar contaminado; mas a Família Real necessitava da criação deste pólo para garantir as fronteiras e deter o avanço das forças concorrentes.
Como a área da nova cidade apresentava riscos iminentes. EGYDIUM I resolveu selecionar, pessoalmente, os integrantes da nova unidade....
.

O UATI BANKSFONIUM...

.
Infiltrei-me nas fileiras de habitantes que foram selecionados e, graças a um passaporte com uma identidade forjada, fugi da CANCELA. Passando a viver, incógnito no BANKSFONIUM.
Durante a minha fuga, PAULUS GEORGENS, foi alertado por espiões e lançou uma caçada humana sem precedentes. Mas, disfarçado, com nova identidade e usando de todas as maneiras para burlar a vigilância de Paulus, obtive êxito na audaciosa fuga.
A façanha explodiu como uma bomba atômica no centro de UATI, o CASTELO CTO; lar da Família Real e de EGYDIUM I. Paulus Georgens foi executado, decapitado e esquartejado. Seus pedaços foram espalhados por vários lugares de UATI.
Era um recado claro de EGYDIUM I para os que fracassavam em detectar e eliminar os portadores da "PRAGA".
Após a escapada fantástica, a resistência de UATI, enviou um agente para o BANKSFONIUM com a missão de tornar-me um combatente ativo.
.

A AVENTURA COMEÇAVA...

.

(CONTINUA)

Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 7:45 PM ¤ Permalink ¤ 1 comments
14 novembro 2006
MINHA VIDA EM UATI. ( VII )


A BIOGRAFIA DE LORD SARUBIANO.
.
.
Depois dos exércitos de UATI serem entregues aos escravos mercenários, os expurgos gigantes continuaram em várias áreas do país.
Nas províncias mais afastadas nas zonas norte e sul e na baixada de UATI; milhares foram executados. Camponeses responsáveis pela alimentação do povo uatiano foram exterminados por legiões de sacerdotes decepadores que varriam o país em sua missão nefasta.
Nossa área responsável pelo controle do câmbio de moedas estrangeiras que ficava na sede do governo central em nossa cidade foi varrida do mapa num único golpe.
De norte a sul; de leste a oeste de nosso amado país; mais de cinco mil habitantes de UATI foram retirados de seus lares (às vezes no meio da noite) e executados em praças, parques, locais de trabalho, ruas, castelos e vilarejos... Tudo num único dia e quase simultaneamente.
Em algumas províncias, nem membros das castas mais altas foram poupados. Eles assistiam as execuções de seus servos para, logo depois, serem assassinados traiçoeiramente em suas casas ou em "encontros cordiais" com EGYDIUM I no castelo CTO.
Esse verdadeiro massacre passou para a história de UATI como... "O DIA DE SÃO OLAVUS".
Até que, um dia, uma coisa terrível abateu-se sobre mim e levou-me a conhecer de perto a face terrível e escondida, a todo custo, das organizações de nosso país.
Era uma tarde de terça-feira e eu iniciava mais uma jornada de trabalho no aquário; todos estavam apreensivos com os expurgos que só cresciam de tamanho e ferocidade; as notícias corriam tão rápido como um rastilho de pólvora.
Num dado momento, lá pelas tantas, comecei a sentir fortíssimas dores nos dedos das mãos (que incharam imediatamente). A dor era tão forte que sentia como se um ferro em brasa estivesse sendo enfiado; da ponta dos meus dedos até o alto do ombro...
Gritei de dor e o SINFRÃO soltou-se do meu peito e, imediatamente, secou...
PAULUS GEORGENS olhou-me aturdido e espantado e, com um sorriso sádico, enviou-me ao serviço médico de emergência. Ele já sabia o que estava acontecendo...
Lá, fui entregue aos cuidados de um estranho personagem:

.

"O DOUTOR FRANCIS JOSEFHGENLE"

.

O Dr. FRANCIS era responsável pela "medicina" naquela província de UATI. Fala mansa, voz baixa, extremamente "cuidadoso" com os "pacientes". O Dr. FRANCIS trabalhava secretamente para os "SS".
Traindo seu juramento sagrado, ele entregava-se a arte da dissimulação e da falsa medicina; fazendo experiências sem o consentimento de suas cobaias humanas e dos organismos internacionais de saúde.
Ao me atender, ele disse que eu "não tinha nada"; que tudo era apenas um espasmo ou stress. Receitou-me remédios para aliviar a dor e mandou que eu fosse para casa...
Traiçoeiramente, ele sabia que eu era a mais nova vítima da "PRAGA" que se alastrava entre os trabalhadores de UATI que eram submetidos às jornadas de trabalho exorbitantes e ao uso prolongado do SINFRÃO...
.

"A TENOSSINOVITE".

.

Se fosse tratada no início, esta doença não traria maiores conseqüências para os atingidos. Porém, sem tratamento, ela evoluiria para lesões cada vez mais graves até levar o paciente à invalidez ou a paralisia.
Mas, e esse era o problema, a comunicação de que havia um paciente atingido pela "PRAGA" naquela área, obrigaria EGYDIUM I, a fazer vários investimentos na adequação do mobiliário e instalações para seguir as normas internacionais de saúde. Além de obrigá-lo a diminuir a jornada de trabalho e a adotar medidas de profilaxia. Isso tudo além, é claro, de arcar com todos os tratamentos médicos necessários e os afastamentos (por prazo indeterminado) dos atingidos.
Era aí que FRANCIS se encaixava:
Ele não comunicava aos atingidos e nem as autoridades sanitárias internacionais a ocorrência da "PRAGA". Aplicava poções e beberagens que aliviavam a dor e os sintomas (sem tratar efetivamente a doença). Fazendo com que, EGYDIUM I, pudesse exterminar aquele indivíduo ou todo o setor afetado pela "PRAGA" algum tempo depois, sem deixar vestígios. ou provas de seus atos maléficos.
Mais uma vez, EGYDIUM I, pouparia milhões em tratamento, mobiliário, obras e queda na produção. Tudo corroborado e sacramentado pelos falsos diagnósticos de FRANCIS.
Foi nesta época que a Família Real de UATI, firmou com os "PERITOS" da PREVIDÊNCIA SOCIAL INTERNACIONAL o pacto que viria a ser conhecido pela cerimônia do "CALAE BOCUS"; já descrita anteriormente.
Vários anos depois, em minha fuga desesperada das garras dos "SS" e da POLÍCIA SECRETA; defrontei-me, mais uma vez, com o dissimulado FRANCIS. Ele foi enviado ao BRASIL e ao encontrar-me no Rio de Janeiro (tijuca); tentou, mais uma vez, me fazer desistir de meu tratamento e do benefício de acidente de trabalho com o argumento:
.

"- VOCÊ É MUITO NOVO... E UM BENEFÍCIO DE INVALIDEZ, VAI MANCHAR A SUA FICHA... VOCÊ NUNCA MAIS CONSEGUIRÁ TRABALHAR EM LUGAR ALGUM..."

.

Indignado com a sua falta de humanidade; pois ele sabia que meu problema era grave e que eu já estava, gravemente, lesionado; fui enfático e disparei sem medo:
.

"- TUDO BEM, EU PEÇO ALTA AGORA; SE O SENHOR ASSINAR UM LAUDO DIZENDO QUE EU NÃO TENHO NADA E DECLARAR-ME APTO PARA O SERVIÇO EM UATI..."

.

Ele, desconcertado, disse que não podia assinar tal laudo e comprometer-se; pois eu estava com graves lesões nos tendões e nervos... Nesta época eu já era membro ativo da resistência e orientava a todos que iam vê-lo sobre as artimanhas do "ANJO DA CANCELA"; como ele ficou conhecido...
.

Mesmo assim, ainda hoje, ele faz suas vítimas...

.

(CONTINUA)...

Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 2:47 AM ¤ Permalink ¤ 1 comments
11 novembro 2006
MINHA VIDA EM UATI. ( VI )


A BIOGRAFIA DE LORD SARUBIANO
.
.

Após o passamento de ALMENRICIES, a vida no aquário prosseguiu normalmente. Muito trabalho, horas extras não remuneradas na totalidade (graças ao seu legado), etc.

Um dia, um homem que eu nunca havia visto chegou e instalou-se nas cercanias do aquário.

Baixo, com uma calvície já se manifestando, ligeiramente obeso e, soubemos mais tarde, sua inteligência não era das mais evoluídas. Ainda por cima, fumava charutos...

Ele era daquele tipo de homem que você normalmente trataria como "invisível". O tipo que nada acrescenta.

Mas, esses tipos, se tem uma pequenina nesga de poder, descarregam todo seu ódio acumulado e frustrações em cima de qualquer um.

São tipos desprovidos de brio e de eloqüência. Mas que adoram proferir frases feitas (normalmente decoradas ao extremo e continuamente recitadas), visando aparentar uma intelectualidade que lhes é, totalmente, alienígena.

Sua figura inexpressiva e ignorante lançou uma das maiores sombras sobre a vida e a liberdade dos cidadãos de UATI.

Seu nome... Virou sinônimo de dor, traição e sofrimento... Sendo, até hoje, sussurrado com pavor velado e escárnio pelos que vivem em nosso país.

.

"CALVUS TEIXEIRUS TAINHUNS MAXIMUS"

.

Filho de nobres abastados de UATI, CALVUS T. T. MAXIMUS, ou simplesmente... "TAINHUNS" operava, secretamente, para a guarda pessoal de EGYDIUM I. Desde os primórdios de sua vida em UATI, foi treinado na arte da dissimulação e da espionagem. Infiltrando-se entre a ralé e os trabalhadores comuns, ele servia de ponto de comunicação entre os "SS" os "CHEFETEUTES" e o próprio EGYDIUM I. Como não era membro da casta dos BABAOVÓRIUNS, TAINHUNS não corria o risco da eliminação precoce; pertencendo, ainda, a uma família abastada; tinha trânsito livre em todos os círculos de UATI. do mais simples ao mais sofisticado.

Utilizando-se desta capacidade de transitar entre todos, TAINHUNS recolheu informações sobre todos os costumes, líderes locais, contatos além muros com outras cidades; enfim... Todos os dados vitais e movimentos que a resistência tinha e fazia em UATI. Cada plano, cada ataque, cada ação; era monitorada por TAINHUNS e, automaticamente, pelos "SS" e EGYDIUM I.

Certa vez, ele detectou um plano da resistência para promover um protesto contra as péssimas condições de vida, trabalho, saúde e renda dos exércitos regulares de UATI. Especialmente as unidades blindadas.

Que tinham armamento obsoleto, sofriam com a jornada excessiva e com vários de seus membros apresentando distúrbios mentais graves.

Resultado:

Um dia antes do protesto, EGYDIUM I, alertado previamente por TAINHUNS; enviou dez SACERDOTES CIRCULARES amparados por um grupo enorme de mercenários contratados em vários países diferentes e invadiu as garagens da CANCELA; promovendo uma carnificina sem precedentes em UATI...

Nada mais que Trezentos homens, mulheres e crianças, passaram pelo fio das espadas dos sacerdotes; num único dia. Os gritos ecoavam pelos corredores, escadarias e alamedas do castelo.

Fomos trancados no aquário e impedidos de sair até que tudo estivesse acabado.

Todos os blindados foram destruídos ou entregues aos mercenários como despojos de guerra e as unidades regulares que sobraram foram vendidas como escravas para países menores que passariam a gerir os exércitos de UATI.

Mais uma vez, EGYDIUM I, dava seu golpe mortal e lucrativo. Com os novos mercenários, não seria mais necessário gastar em benefícios e pensões para as famílias dos mortos em batalha. Nada de reclamações por más condições de trabalho ou coisas assim. Apenas o trabalho cego de escravos mentais que agiam apenas pelo lucro imediato.

Após este acontecimento, TAINHUNS, foi desmascarado por um membro anônimo da resistência e sofreu dois atentados:

Numa manhã, ao sentar-se a sua mesa, encontrou uma garrafa com uma bomba em sua gaveta (infelizmente, ela não detonou e ele escapou). E, da outra vez, tentaram matá-lo com um charuto envenenado que vitimou sua secretária (que o acendeu para ele).

Tendo sido desmascarado, TAINHUNS, perdeu sua utilidade na CANCELA. E como sua vida corria perigo, EGYDIUM I o removeu para outra cidade-estado de UATI, onde permanece incógnito até hoje.

.

"CIDADÃOS CUIDADO..."

.

(CONTINUA)

Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 9:34 PM ¤ Permalink ¤ 1 comments
09 novembro 2006
MINHA VIDA EM UATI. ( V )

A BIOGRAFIA DE LORD SARUBIANO.
.
.

Numa noite, estávamos trabalhando sem parar a mais de dez horas e tivemos permissão de PAULUS GEORGENS para nos alimentarmos por quinze minutos. Largamos as máquinas e descemos as escadas do castelo até o refeitório. Tudo estava escuro e escutávamos um barulho estridente, forte e apavorante; que ia aumentando conforme descíamos mais.

Num dado momento, a porta a nossa frente abriu-se de repente e algumas pessoas saíram correndo e gritando...

A barulheira que escutávamos vinha daquele andar... Pela porta aberta podíamos ver claramente os "DECEPADORES" saindo do setor com suas espadas sujas e seu olhar vazio; atrás vinham os outros sacerdotes arrastando os corpos inertes daqueles pobres trabalhadores.

Aqueles dias em UATI foram tenebrosos. Por todo o castelo, havia o som de choro, lamentações e um pânico contido a muito custo.

Quando voltamos, PAULUS GEORGENS já havia ido embora e um novo encarregado estava em seu lugar:

.

"ALMENRICIES"

.

ALMENRICIES era uma mulher de estatura mediana, competente, um pouco menos cruel que PAULUS, mas também era uma fiel seguidora de EGYDIUM I.

Mais tarde descobrimos que ela era da casta dos "BABAOVÓRIUNS" e integrava o serviço secreto de UATI. Tendo sido colocada no aquário para interar a Família Real de nossas reações após o expurgo.

Naquela época, EGYDIUM I, já apresentava as primeiras preocupações a respeito do recrutamento crescente de trabalhadores e habitantes de UATI pela resistência. E ALMENRICIES estava encarregada de detectar sinais de insatisfação e de possíveis recrutados. Encaminhando seus nomes para os sacerdotes a fim de serem expurgados. Sempre trabalhávamos além das horas contratadas e, como a Família Real estava sendo pressionada por "ÓRGÃOS TRABALHISTAS INTERNACIONAIS" e sabia que acabaria tendo muitos problemas com isso. Portanto, para amenizar as pressões, ALMENRICES foi encarregada de elaborar uma maneira de burlar a vigilância internacional. O estratagema foi engenhoso:

.

Ela desenvolveu o "CARTÃO DE PONTO DUO FACTUS".

.

Mais tarde, esta idéia seria estendida para todas as cidades de UATI.

Funcionava assim:

Na hora em que éramos dispensados do trabalho; muitas e muitas horas além do encerramento do nosso expediente contratado. Íamos marcar o cartão de ponto. Mas ao inserirmos o "CARTÃO DUO FACTUS" no marcador, um distúrbio temporal era criado através de um portal mágico conjurado por ALMENRICES e o marcador (magicamente) marcava como se tivéssemos saído apenas uma hora após o contratado.

Assim, EGYDIUM I limpava a barra de UATI com os órgãos internacionais; pagando ficticiamente por nosso trabalho extraordinário e, ao mesmo tempo, economizava vários milhares para o TESOURO REAL.

ALMENRICES foi condecorada e chamada à presença do próprio EGYDIUM I para explicar o funcionamento do portal e ensinar aos Sacerdotes Circulares como conjurá-lo. O que ela fez com enorme prazer. Pois almejava seu reconhecimento e a ascensão às altas castas.

Pobre criatura imbecil. EGYDIUM I, jamais cometeria o erro primário de deixar uma testemunha viva de seu ardil caminhando livremente pelas ruas de UATI.

Ela voltou ao aquário toda contente e feliz, mostrando orgulhosamente sua condecoração para todos. Trabalhou normalmente naquele dia e assistiu sorrindo os expurgos que continuavam ocorrendo nas cercanias do aquário.

Ao final de seu expediente, foi para casa carregando uma cara garrafa de vinho: Ia comemorar...

.

"UNS DIAS DEPOIS, ACHARAM SEU CORPO INERTE EM UM BECO NO CENTRO DE UATI.."

.

(continua)...


Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 4:44 PM ¤ Permalink ¤ 2 comments
07 novembro 2006
MINHA VIDA EM UATI. ( IV )

A BIOGRAFIA DE LORD SARUBIANO.
.
.

Instantaneamente, um cheiro pútrido dominou a atmosfera do aquário.
Os "DECEPADORES" se reuniram junto à mesa de Paulus Georgens. Após um breve diálogo ininteligível, Paulus deixou sua mesa e foi sentar-se em canto do aquário.
Um por um, os "DECEPADORES" retiravam os pergaminhos de dentro de um alforje negro e os estendiam sobre a mesa.
O clima era terrível via-se, claramente, o pânico entre aqueles homens e mulheres. Todos sabiam; quem fosse chamado seria executado ali mesmo: Sem piedade.
Alguns vomitavam, outros choravam baixinho e gemiam, uns tentavam disfarçar o temor; mas suas mãos trêmulas denunciavam seu real estado de espírito.
Num dado momento o "DECEPADOR" ergueu seu braço e apontou na direção dos trabalhadores amontoados.
Imune a todo o drama que se desenrolava, a figura nefasta abriu sua boca medonha e pronunciou...

.

"- DIOGUS FLAVIUS"

.

Um grito lancinante foi ouvido de dentro do amontoado de pessoas. DIOGUS era um dos mais antigos do aquário. Tido como exemplar, não faltava, não se atrasava, obedecia cegamente a todos os desígnios dos "MASTERS" sem pestanejar. Na teoria, era quem deveria estar mais seguro.
Como DIOGUS não se apresentava, dois dos "DECEPADORES" aproximaram-se do amontoado de gente e arrancaram-no do grupo e o levaram até a mesa. Lá, leram a sentença:
.

"- NOSSO GRANDE LÍDER, EGYDIUM I, NÃO NECESSITA MAIS DE SEUS SERVIÇOS. E POR SUA TRAIÇÃO AOS DESÍGNIOS DA REALEZA DE UATI, VOCÊ FOI CONDENADO A MORTE..."

.

De imediato, DIOGUS, chorou; implorou por sua vida dizendo que tinha mulher e filhos. Falou de sua aplicação e de sua obediência; alegou que nunca havia faltado ao trabalho. Enquanto ainda balbuciava coisas incompreensíveis; o "DECEPADOR", sem se comover, baixou sua enorme espada afiada e decepou, num só golpe sua cabeça.
Eles ainda chamaram mais três de nós. Todos tiveram o mesmo fim. Sem apelação; sem compaixão; sem hesitação... Um a Um, foram abatidos impiedosamente na frente de todos.
Ao acabarem, os "DECEPADORES" retiraram-se tão silenciosamente quanto chegaram...

.

"SOBROU APENAS O CHEIRO DO MEDO NO AR..."

.

Mais tarde, soubemos que a "traição" cometida por todos, na verdade; era uma doença até então misteriosa e que reduzia a capacidade de trabalho ao longo do tempo. Muitos em outras colônias estavam infectados e causavam grandes prejuízos ao TESOURO REAL.
.

"O EXPURGO ERA, ENTÃO, UMA MEDIDA PROFILÁTICA..."

.

(CONTINUA)


Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 5:56 PM ¤ Permalink ¤ 1 comments
06 novembro 2006
MINHA VIDA EM UATI. ( III )

A BIOGRAFIA DE LORD SARUBIANO.
.
.
O trabalho era incessante. Começávamos as 17:00 h e deveríamos parar de trabalhar às 23:00 h; mas todos os dias chegávamos até às 04:00 ou 05:00 h da manhã. A rotina era estressante. Tínhamos de processar volumes imensos de documentos, sem erros e com velocidade constante. Só havia uma pequena pausa de 15 minutos durante todo o expediente para que pudéssemos nos alimentar. Paulus Georgens tinha discípulos fiéis e cruelmente capazes...

.

“OS MASTERS...”

.

Eles circulavam pelo meio de nossas fileiras nos instigando ao trabalho e alertando para as punições que seriam aplicadas aos que fracassassem. O Sinfrão, ao detectar a menor desaceleração em nosso trabalho, iniciava o processo de retificação através de seus tentáculos ligados aos nossos nervos. Causando uma dor alucinante. Um dia, um grande painel foi colocado no centro do Aquário. No painel, via-se vários nomes e uma linha vermelha dividindo seu centro. Numa reunião de informação; Paulus Georgens nos disse que aquela era a "LINHA DA MORTE". Quem estivesse abaixo daquela linha vermelha, teria uma oportunidade para melhorar. Caso não conseguisse, seria executado. Muitos dos antigos sofriam com doenças e afastamentos. Isso não era considerado no cálculo de suas médias. O que, invariavelmente, os deixava sempre abaixo da linha da morte. Com isso, a pressão sobre eles aumentava muito, e eles tinham que trabalhar cada vez mais. Diariamente, os discípulos de Paulus Georgens, aferiam nossa produtividade e sorriam, morbidamente, quando havia uma queda. Foi assim, durante meses. Um dia, porém; ao chegar ao aquário, algo estava diferente... O ar sempre taciturno estava excepcionalmente pesado... O silêncio era total... Perguntei o que acontecia e me sussurraram apavorados...
.

“- UM EXPURGO.”

.
Nos corredores que circundavam o aquário, sombras indefinidas e assustadoras pareciam flutuar no ar. Moviam-se rápida e silenciosamente. Aquela era a minha primeira visão daquelas criaturas enigmáticas. Esses seres, na realidade, eram sacerdotes circulares possuídos pela face mais cruel de OLAVUS MÁXIMUS.
.

“O DECEPADOR.”

.

Os decepadores vagavam pelos corredores do castelo com suas espadas enormes e,sem piedade, decepavam as cabeças dos que, por qualquer motivo, não representavam mais uma fonte de lucro para EGYDIUM I. Era horrível... Dizia-se que através de uma cerimônia secreta, OLAVUS MAXIMUS, incorporava-se no sacerdote para que este fosse privado de emoções e pudesse seguir os desígnios de EGYDIUM I sem ser afetado emocionalmente pelos lamentos dos moribundos.
Ouviam-se clamores, choros, gritos e gemidos por toda parte. A tensão crescente e o medo de ser o próximo aumentavam em milhares de vezes o suplício. Procurávamos trabalhar sem erguer a cabeça ou prestar atenção ao que acontecia. Tentávamos nos manter alheios aquilo tudo. De repente a porta do aquário foi escancarada...

.

ELES ESTAVAM LÁ...

.

(continua...)

Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 1:10 PM ¤ Permalink ¤ 0 comments
04 novembro 2006
MINHA VIDA EM UATI. ( II )

A BIOGRAFIA DE LORD SARUBIANO.
.

Na data marcada, apresentei-me na nova área de trabalho. Era um lugar diferente de tudo o que eu já tinha visto.

Não conseguia ver muito bem o que acontecia lá dentro. Em volta do lugar, havia uma barreira de vidro que delimitava todo o perímetro; impedindo que estranhos penetrassem em seus domínios. Logo entendi porque aquele lugar era chamado...

.

"O AQUÁRIO..."

.

O aquário abrigava o que era de mais moderno em tecnologia naquela época. "COMPUTADORES PESSOAIS".

Os que eram escolhidos para trabalhar ali eram tratados como uma elite em UATI. Tinham salários maiores, os melhores equipamentos e treinamento diferenciado. Muitos invejavam aqueles poucos escolhidos. Mas, algo estava errado...

Apesar das histórias contadas e de todas as "benesses"; aquelas pessoas não pareciam felizes. Trabalhavam com o olhar vazio e distante, pareciam drogadas ou ausentes, tristes mesmo. Como se estivessem sob um sofrimento tremendo.

.

EU LOGO DESCOBRIRIA O MOTIVO...

.

Fui levado pelo SACERDOTE CIRCULAR que me acompanhava até uma mesa central no aquário. Ele me deixou lá e desapareceu silenciosamente.

Enquanto aguardava, observei ansioso as pessoas trabalhando.

Aquele ar de tristeza era tão forte que se podia cortar o ar. Ninguém conversava, ninguém sorria, não havia piadinhas, nem pausas para as normais "picuinhas".

Percebi que cada um tinha um pequeno objeto pulsante em seu peito. Este objeto era ligado aos braços e mãos de cada um dos trabalhadores.

Achei aquilo estranho e assustador. Quando pensava em sair correndo dali e fugir o mais rápido possível; dois SACERDOTES CIRCULARES e aquele homem carrancudo entraram no aquário e vieram direto para mim:

.

"- SEJA BEM-VINDO..."

.

Seu nome era "PAULUS GEORGENS". E seu hálito horrível dominou o ar instantaneamente, tornando difícil a minha respiração.

Os SACERDOTES postaram-se ao meu lado, um à direita e outro à esquerda e seguraram meus braços com as palmas das mãos para cima. Suas mãos gélidas me apertavam com uma força descomunal, enquanto PAULUS abria um pequeno sacrário escondido em um nicho da mesa.

Na caixa de ouro havia a insígnia da FAMÍLIA REAL DE UATI e o símbolo máximo da divindade de "OLAVUS MAXIMUS":

.

"O SINFRÃO"

.

Eu nunca tinha visto o símbolo; pois ele só é conhecido pelas altas castas e pelos sacerdotes. Já tinha ouvido falar de seu poder malévolo e da dominação total que ele representava. Nada conseguia fazer frente ao seu poder infame.

Fiquei preocupado e comecei a suar frio. Quando percebi que o aparelho pulsante que havia visto no peito daquele pessoal era, na verdade, "O SINFRÃO".

Tentei levantar e fugir, mas os sacerdotes me seguravam com tamanha força que todos meus esforços eram inúteis.

"PAULUS GEORGENS", aproximou o estranho objeto inerte do meu peito e ele pareceu adquirir vida... Lançou tentáculos que subiram ao meu pescoço e deslizaram, queimando, até meus pulsos e dedos, a dor era imensa... E, quando pensei que ia desmaiar... Tudo passou...

Os Sacerdotes me largaram e desapareceram na penumbra. "PAULUS GEORGENS", então, começou a explicar-me as "regras" do novo trabalho.

"- Todo novo trabalhador aqui recebe um desses. Ele vai ficar com você enquanto estiver trabalhando aqui. Ele vai medir sua produção diária e controlar seu desempenho. Se você baixar sua produção ele nos avisará e a penalidade é a morte. Aqui não há brincadeiras... A dor que você sentiu durante a instalação; será igual a dor que você sentirá toda vez que baixar a sua velocidade de trabalho. Pois aqui, velocidade é dinheiro..."

.

"E ,ENTÃO, ELE ABRIU SUA BOCA NUM SORRISO FÉTIDO E ME COLOCOU EM FRENTE A UMA MÁQUINA..."

Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 1:43 AM ¤ Permalink ¤ 2 comments
02 novembro 2006
MINHA VIDA EM UATI. ( I )

A BIOGRAFIA DE LORD SARUBIANO.

Nasci em uma pequena vila de imigrantes portugueses que vieram para UATI em busca de fortuna:
.

"SÃO CRISTÓVÃO..."

.
Lá passei meus melhores anos. Como ainda era muito novo e inexperiente, ouvia dos mais velhos as histórias, mitos e lendas do nosso povo.
Comecei a ter os primeiros contatos com a rica fauna mitológica de UATI. As criaturas grotescas e ameaçadoras, os Deuses raivosos e vingativos, magos e bruxos...
Todos eram, para mim, apenas uma fonte de interesse nas noites frias; quando os anciãos juntavam-se ao redor das máquinas de café e contavam suas histórias de vida.
Do alto de uma pequena colina. Um castelo fitava o horizonte impassível; com seus tijolos vermelhos reluzindo ao sol e dominando toda a paisagem plana ao seu redor:
.

ERA "A CANCELA..."

.
A Cancela era o CENTRO ADMINISTRATIVO daquela região do país. Em seu interior, habitavam os SACERDOTES CIRCULARES, os emissários de EGYDIUM I, os trabalhadores braçais e todos os outros funcionários do governo.
Lá, também, estavam centralizados todos os trâmites administrativos da REGIÃO SUDESTE de UATI.
A coleta de impostos, o transporte de valores, a contratação de mão de obra, enfim... Tudo o que fazia o país girar.
Havia também a CASA DA MOEDA DE UATI, com seus carros-fortes correndo para todos os lados e os exércitos com divisões motorizadas e blindadas; além de um número sem fim de soldados armados até os dentes...
Eu olhava aquela construção com a admiração própria da inocência de uma criança. Imaginava entrar lá um dia e ver como tudo era... Bem de pertinho.
Os anos foram passando e minha oportunidade surgiu. Um grande expurgo havia sido feito, uns anos antes, e EGYDIUM I necessitava de novos trabalhadores.
Após uma avaliação e exames diversos, fui recrutado para trabalhar como "ESCRITOR MECÂNICO".
Era responsável pela operação de uma máquina gigantesca e barulhenta, que preparava lotes de dinheiro recolhido em forma de impostos, para entrarem na contabilidade do TESOURO REAL.
Nesta época, computadores pessoais eram coisas além da imaginação. Os pouquíssimos computadores que havia em UATI eram grandes e pesados. Os dados eram armazenados em discos do tamanho de um LP. Ou em vários rolos de fitas magnéticas pesadíssimos.
Após dois meses de trabalho um homem sério, e de cara carrancuda, aproximou-se de mim e falou:
“- Estamos iniciando a operação de uma nova área na administração, com os novos computadores pessoais. Gostei do seu desempenho aqui. Quer trabalhar para mim?” ·.

ACEITEI PRONTAMENTE...

Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 3:21 AM ¤ Permalink ¤ 3 comments
01 novembro 2006
EM UATI. GOEBBELS NEM SERIA "OFFICE BOY".

Joseph Goebbels, responsável pelo "MINISTÉRIO DA PROPAGANDA DE HITLER", durante a Segunda Guerra Mundial; nem conseguiria o cargo de "office boy" em UATI.

Isto porque, EGYDIUM I, tem aos seus serviços; os maiores "magos" no assunto. Suas campanhas publicitárias primorosas; confundem, aliciam e ilude cidadãos e estrangeiros incautos pelo mundo todo.

Um grande exemplo disso foi sua última visita ao Brasil para cumprimentar o Presidente Lula e reforçar os laços de comércio entre o Brasil e UATI.

Em entrevista ontem (31/11) concedida ao jornal brasileiro "Valor Econômico" e a revista uatiana "CALOR - CARREIRA", EGYDIUM I afirma:

.

"- NÃO TRABALHO EM CASA E NEM NOS FINS DE SEMANA. SEI QUE ISSO ACONTECE EM UATI, MAS NÃO APROVO..."

.

Os uatianos sabem, e sentem na pele, que isso é uma inverdade. Em UATI, a carga horária é escravizante (12 horas ou mais). E as horas-extras são vetadas. Isso faz com que, vários cidadãos, tenham que levar trabalho para casa ou trabalhar nos finais de semana (sem remuneração).
Se o trabalho não sair no prazo, cabeças rolam sem piedade.

Nesta entrevista, ainda é comentada uma "pesquisa interna" realizada com o povo; onde UATI foi eleito o terceiro melhor lugar para se viver.

Todos nós, da resistência e do povo simples, sabemos que nesta pesquisa; apenas os membros das castas DIRETÓRIUM E BABAOVÓRIUM foram consultados.

As castas mais baixas (e mais populosas) foram deixadas de lado. Além disso, várias cidades não foram ouvidas e não puderam opinar (mascarando, assim o resultado final).
.

Mais um ato do "BARÃO OTO VON XAVEZDORF".

.
Chefe da área de marketing e propaganda da Família Real.

Enquanto isso, nossos agentes da resistência que atuam em UATI, informam que está em andamento mais um expurgo gigantesco.

Vários cidadãos estão sendo "levados" por membros da "POLÍCIA SECRETA" de UATI de suas casas. Sendo executados nas ruas sumariamente e sem julgamento. Tudo porque são honestos e não compactuaram com o golpe do sistema financeiro de UATI aplicado nos turistas que passeavam por lá.
.

O GOLPE ERA SIMPLES E EFICAZ:

.

Obrigavam os turistas a comprar "TÍTULOS DE CAPITALIZAÇÃO" do TESOURO REAL DE UATI e investir em nosso país. Os títulos implicavam em investimentos mensais de vários valores.
Ao final de um certo prazo. "TODO" esse valor seria "DEVOLVIDO" ao turista "ATUALIZADO" monetariamente.

O que ocorria, na verdade, é que alegando "PREMIAÇÔES" e "BENESSES" aos turistas, o valor devolvido é "SEMPRE" muito inferior ao aplicado.
Com isso, o lucro líquido do TESOURO REAL DE UATI chegou (nos últimos nove meses) até a "bagatela" de U$3,029 bilhões.
Isso depois de descontadas as despesas com a mais recente guerra de conquista; onde o CONDADO DE NOSTOB foi anexado a UATI.

Alguns corretores honestos acabavam cancelando as compras quando o turista reclamava.
Encolerizado, EGYDIUM I, ordenou a execução de todos alegando "ALTA TRAIÇÃO".

Com isso, centenas estão sendo mortos em UATI, em mais um banho de sangue.

.

"ENQUANTO ISSO... EM SUA ENTREVISTA... EGYDIUM I CONTINUA..."

.

"- Nenhum outro tema ocupa tanto minha mente quanto o bem-estar do meu povo..."

.

Como diria JACK PALANCE...
"- ACREDITE... SE QUISER..."


Marcadores:

 
posted by Lord Sarubiano at 11:42 AM ¤ Permalink ¤ 0 comments